18 de abr de 2011

A Laranja Mecânica de Anthony Burgues



" Laranja Mecânca é um tour de force e maldade, uma inventiva cartilha em violência total, uma sátira brutal das distorções das mentes individuais e coletivas." 




Essa descrição feita pelo jornal TNYT dá uma idéia do que o leitor encontrará ao ter em mãos a obra-prima de Anthony Burguess e um dos mais fascinantes contos de ficção já escritos.

Laranja Mecânica foi eleito um dos melhores romances em língua inglesa do séc XX e isso é plenamente justificado: é uma obra chocante, controversa, criativa e, acima de tudo, reflexiva. Tanto é que o livro fez parte de uma trindade que sustenta a ficção científica futurista e decadentista com um toque de conspiração ditatorial juntamente com 1984 de George Orwell e Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley.

Porém, há alguns fatores que tornam a narrativa de Laranja Mecânica mais fenomenal e a principal delas é o cenário.
Embora seja ambientada em uma Inglaterra futurista inexistente, seus elementos são fortemente reais, colocando em foco a violência de gangues, sistema penitenciário e da própria sociedade.

Entretanto, há muito mais para ser encontrado e compreendido dentro dessa laranja. Um deles é o curioso dialeto de gírias rimadas conhecido como Nadsat. Burguess utilizou uma mescla de palavras inglesas e russas para gerar o conjunto de gírias utilizadas pelos adolescentes(e principalmente) pelo seu protagonista.

A criação do Nadsat é interessante: Burguess tomou como base duas cenas urbanas emergentes e confrontantes na Europa em meados da década de 80: os Mods e os Rockers. Surpreso com a violência desses grupos, sua estética nada usual na época e um vasto vocabulário de gírias, Burguess traçou então o seu grupo de delinquentes juvenis.

Porém, temeroso que se utilizasse as gírias dos grupos existentes elas já seriam ultrapassadas quando o livro fosse publicado, Anthony Burguess criopu suas próprias gírias (ou melhor, as gírias de Alex e seus companheiros).

Embora as edições de Laranja Mecânica publicadas em diversas partes do mundo contenham ao final do livro o glossário Nadsat, o mesmo não ocorre na edição original, a britânica. Isso acontece porque inicialmente as gírias não possuíam tradução e isso foi feito propositalmente. A intenção de Burguess era que, ao  ler a narrativa de Alex, o leitor sentisse ser jogado em uma realidade estranha, confusa e parcialmente incompreensível. Embora seja possível entender, no início as gírias causam uma certa desorientação e isso para Burguess era fundamental no livro.

A narrativa em primeira pessoa é feita pelo protagonista Alex. É ele quem conta sua história de uma forma que contaria para qualquer pessoa. E ele é um adolescente pertencente á uma gangue fictícia. Mas, como ele mesmo diz, no auge da moda Nadsat. Aliás, Nadsat não é apenas o idioma, é a tribo urbana á qual Alex pertenceu.


Falaremos agora do protagonista/narrador de Laranja Mecânica e um dos personagens mais marcantes da literatura (e posteriormente do cinema). Alex é mau, depravado, anárquico, mimado, maquiavélico, um monstrinho puro e essa sua maldade autêntica impulsiona seus atos de forma impactante.

Alex é o fruto de uma sociedade decadente, mas principalmente um fruto de seus próprios conceitos irrevogáveis, pois como ele mesmo diz "eu quis ser mau, eu escolhi ser mal." E essa convicção que o mantém e direciona por toda a narrativa.

Alex (cujo sobrenome DeLarge ouvido no filme é fictício, pois no livro sequer é mencionado) é uma autêntica demonstração da juventude delinquente máxima na concepção de Burguess. Para o jovem Alex, o futuro não importa e o presente é seu parque de diversões.

Porém, Laranja Mecânica não é uma história de ficção decadente com apelos conspiratórios. A força do governo existe sim, mas não possui o ideal de lobotomizar a sociedade como ocorre em 1984 e Admirável Mundo Novo. Em Laranja, a posição agressiva do governo sobre os métodos empregados contra os criminosos nada mais é que uma resposta condizente com a violência desenfreada provocada pelos mesmos.

Assim, Laranja Mecânica se destaca na trindade distópica ao mostrar, naquela época em que o livro foi lançado (1962), um futuro onde a delinquência juvenil atinge o ápice. Curiosamente, ou não, a juventude generalizada por Alexa ssemelha-se muito á uma parte de nossa juventude atual.

A ultraviolência de Alex e seus drooguies, que no passado chocou leitores e espectadores, hoje ainda choca, mas com uma menor intensisdade (em certos casos até se torna humorística). Afinal, a violência desenfreada e sem razão é comum. O que realmente choca é a atitude do Estado no livro, com sua alternativa para refrear a maldade dos jovens. Uma tortura que não conscientiza a mudança e sim a impõe pela força química e psicológica.

E é aí que entra o grande "ás" do livro, como uma autêntica obra de ficção científica com atmosfera cyberpunk. O uso de substâncias alucinógenas tanto para fuga da realidade quanto para lavagem cerebral. E claro, o mundo que, de tão globalizado e tecnológico é composto por uma sociedade psicologicamente pobre.


Laranja Mecânica é simplesmente fenomenal por qualquer ângulo que você disponha se aprofundar. Seja pela abordagem da Ultraviolência (um temro perfeito criado por Burguess), pela forma como a mídia e o governo controlam as pessoas : o dialeto Nadsat, as experiências científicas, a complexidade da mente de Alex (não é á toa que ele até hoje é utilizado em teses de psicologia); os interesses egoístas dos mais diversos lados e até a história da vida de Burguess.

Aliás, a história da vida de Burguess por si só é interessante e ela será contada posteriormente em outro artigo. Mas, apenas saiba que ela possui uma conexão íntima com sua obra-prima literária.

Laranja Mecânica é aquele tipo de história que em um primeiro momento (e até segundo ou terceiro momento) lhe provoca estranhamento, começando pelo título: uma gíria cujo significado já remete á  algo muito estranho. E, de tão estranho, ele se encaixa com perfeiçção á pergunta de Alex em uma cena filosófica; um fruto da sociedade, uma Laranja Mecânica.

Ler este livro é uma das experiências literárias mais fascinantes, uma ficção futurista extremamente crível e arrebatadora que certamente te fascinará para sempre. Por isso, descasque e saboreie esta Laranja Mecânica de cor vermelho-sangue e torne-se um drooguie. Isso é, se você for capaz de realmente compreendê-la.

~*~

37 comentários:

Guilherme disse...

"Laranja Mecânica" realmente é um filme perturbador e que continua bem atual. Sempre é bom relembrar este clássico.

Então Tsu seria bem legal se puder adicionar meus blogs aqui. Eu já fiz um post do seu em http:/vitrinedeblogs.blogspot.com

Abraços

Cissa Romeu disse...

Oi Tsu, eu de novo!
Vi o filme umas duas vezes, mas não li o livro. Imaginar a história em primeira pessoa é até macabro, estranho mesmo. Mas o filme causa estranhesa, como você falou, e sensações diversas. Cumpre sua função, imagino que o livro deve ser até mais "forte" em sensações.

Ah! Comentei também no copslay do David Bowie/Labirinto, maravilhoso!

Quanto ao banner, vou dizer então para minha mana ajeitar as coisas. Sobre MSN, nunca entro, mas te procuro no orkut!

Beijos e ótima semana também!

Lipe :D disse...

Muito legal x)

Tsu disse...

Oi Gui!!Opa eu já add seu blog ali na parte dos Parceiros!
Sim Laranja Mecânica é transcendental e combina para qualquer época!


Oi CIssa!
Eu de novo rs!
Entãoeu mao o filme..mas o livro consegui comprar á pouco tmepo porque relançaram..o mais legal é que essa nova edição vem com o glossário Nadsat (as giriasdo Alex) e um artigo sobre o tradutor, super legal com várias informações interessantes sobre a obra. Recomendo.
Curto tanto Laranja quefiz o cosplay do Alex! Dá uma olhada na sessão cosplay - Laranja Mecânica!

bjs e excelente semana pra vc!

Valeu, Lipe^^

Manfio disse...

"Ler este livro é uma das experiências literárias mais fascinantes... que certamente te fascinara para sempre", disse tudo e mais um pouco Tsu!

Perfeito o texto, não acrescentaria nem tiraria uma palavra. Até me deu vontade de pegar e ler mais uma vez rsrs.

Cissa Romeu disse...

Oi Tsu! A gente parece duas comadres, agora eu de novo!!! rsrsrs
Aproveitando a insônia em Buenos rsrsrs
Mas o teu cosplay do laranja ficou muito 10! O teu olhar ficou super ALEX! Gostei mesmo!

Quanto a Alemanha, também estive por lá, mas é tudo diferente da França e de outros países. Tudo mais frio! Mas é meu ponto de vista, claro!

Mas as 2 vezes que fui, fiz "turismo guerreiro": hotel barato sem reservar, muito lanche, mas o dinheiro para os museus e passeio garantidos! rsrsrs Nunca senti tanta falta do feijão com arroz! Mas fui autônoma, sem guia turístico, agência, etc..., mas acompanhada.
Beijos

Andre Mansim disse...

Amiga Tsunâmica, vc é boa de filme hein?
Puxa vida, seus gostos são sempre muito bons e muitas vezes bem intelectualizados! Parabens!

Bruh Vampy disse...

Olha, só porque eu amo vampiros não quer dizer que eu goste de crepúsculo (e não gosto mesmo!), e The Vampire Diaries não é nada meloso e ridículo feito crepúsculo xp Você pode até gostar se ver...
Ah, Entrevista com Vampiro eu já assisiti e gostei, talves daqui a algumas semanas eu faça um post sobre eles.
Acho que eu conheço esse livro (não é O Beijo do Vampiro, que a garota acha que se ele a beijar ela vira vampira?), mais ainda não li, tenho muita vontade.

Abraços

Ana disse...

Oi, Tsu, acho que já disse em outro post que "Laranja Mecânica" é um filme que não me interessa muito por causa das cenas... Bem, mas a verdade é que eu nem sei como são as cenas... apenas imagino.
Qto ao livro, fiquei mais curiosa depois desse artigo. Tvz nem seja como eu estou imaginando. Se vc e a galera aí em cima gostou, quem sabe minha opinião muda?
Mas pra mudar, vou ter que ler!
Então vou procurar o livro na biblioteca.
Bjs ;)

Sandro Honorato disse...

Cada vez que eu leio um texto seu sobre Laranja Mecânica eu fico com mais vontade de ver *-*

Beijos Tsu e obrigado por seguir o twitter do blog.

Beijos
....................
RIMAS DO PRETO

Cissa Romeu disse...

Oi Tsu!
Teu banner está lá no meu blog, finalmente!!! rsrsrsrs

Ah! Não consegui te encontrar no orkut, têm um monte de gente com o perfil parecido. Se vc puder me encontrar, acho mais fácil, estou pelo mesmo nome: Ana Cecília Romeu.

Ah! Outra coisa, na minha adolescência, isso nos anos 80, tive um período em que fui dark e gótica (mas não durou mais que 1 mês). Nessas viagens a outros países, adoro visitar cemitérios, é cultura pura, e arte também. O "Pére la Chaise" em Paris, onde estão enterrados diversas celebridades: Jim Morrison, Oscar Wilde (meu mestre); De lacroix; Alan Kardec, etc... é maravilhoso! Mas têm um monte de gente que não entende isso. Fazer o quê?
Beijos

Cinéfilo G disse...

Menina que escândalo que é seu blog. Adorei! Super variado.

Gostei muito que você também fala sobre cinema. Inicei meu blog esta semana, dá uma olhadinha

http://cinefilosg.blogspot.com

Beijos

Marcos Rosa disse...

Antes de conhecer seu blog não tinha muito interesse em assistir Laranja Mecânica, talvez por desconhecimento, porém, agora não vejo a hora de vê-lo. Já o livro não serei se poderei ler, pelo menos agora.

Atualizando o diálogo inter-texto.
Não assistir CONTROL, mas dei uma pesquisada e parece ser muito bom mesmo, dramático, como a maioria dos filmes que contam a vida desta galera que curtiu intensamente e morreu jovem. Vou pôr na lista este tb.
Tive por aí muito rápido: aeroporto-pusada-morumbi-aeroporto. Nem deu pra curtir a cidade, até vi um cinema com bons filmes não comerciais em cartaz na Av. Paulista, mas não deu pra assistir, foi uma pena. Mas o show foi muito bom, mesmo não sendo fãn de carteirinha do U2 - fui mais pra acompanhar Francis, minha esposa - mas não me arrependi, foi muito bom.

___
http://algunsfilmes.blogspot.com/

Eduardo disse...

Wow Tsu! Esse foi um giga review! Bem detalhado e bem feito... Eu ainda estou lendo Senhora - aquele livro tá me matando, não pela história, mas pelo tamanho da letra, é muito miúda! E olha que foi o jornal Estadão que imprimiu aquele livro! - mas logo logo irei ler Laranja Mecânica... Mal posso esperar!

Ana Carolina disse...

Oi tsu!!!!!!
td bem? só pra avisar que me deu a louca e eu mudei o nome/end e o layout do blog: http://anaentrelivros.blogspot.com

salva nos favoritos kkkkk

beijoss

Cissa Romeu disse...

Passei para desejar Feliz páscoa!
Beijinhos minha nova amiga!!!

Anônimo disse...

Qqdwqdsaas ascaassc fdrewe:
'un. I got everything the matter wi' me, I 'ave, from a thick ear an
by the aid of a small, cracked mirror, that chanced to hang against

♫♥*~Keiko Sakurai~*♥♫ disse...

TSUUUU-SENPAIIIIIIIII
>*-*<{LÁ PRA 11 DE SETEMBRO É MEU ANIVERSÁRIO!!!!>-<{Nyaaaaahhhhh
^-^{Eu vou convidar você >*-*<

KYAAAHHH LARANJA MECÂNICA!!!!!
KYAAAHHH EU LEMBREI QUE EM UM EPISÓDIO DOS SIMPSONS A MEG FEZ UMA FANTASIA DO LARANJA MECÂNICA.....Muuuuuu eu quero ver esse episódio...QUANDO EU FICAR MAIS VELHA (Por que crescer eu não cresço mais...)EU VOU LER O LIVRO...ESPERA TEM UM FILME E UM LIVRO NÉ?POR QUE EU QUERO VER >*u*<!!!Por que tudo que a Tsu vê é de bom gosto!Keiko vai ver Ergo Proxy e quer ver Trinity Blood (é assim que se escreve?) NYAAAAHHHHH KEIKO NO KEIKOOOOOOOO
BYE~~~~~

♫♥*~Keiko Sakurai~*♥♫ disse...

Ah,feliz páscoa!!! >*o*<{Que Tsu ganhe 3.000000 OVOS DE PÁSCOA!!!
byee~~~~

Victor Von Serran disse...

Na festa de amigo secreto do ano passado teve a brincadeira de "adivinha qual o filme"eu sentei e abri meus olhos como se forçando então um grupo de dez pessoas gritou ao mesmo tempo...

laranja mecanica !!!

classico...li o livro e assisti o filme . E´importante destacar que no livro algumas passagens contrastam com as cenas do filme como a da surra do velho mendingo





abraço..te vejo no cronicas...

me perdoa se não entro tanto como deveria,ao mesmo tempo que posto é o unico tempo para ler tambem.

Bruh Vampy disse...

Sim, a garota de Vampire Kisses (ou Beijo do Vampiro, como eu conheço) é uma gótica que se apaixona por seu vizinho supostamente vampiro. O livro lançado no Brasil (O beijo do vampiro) tem uma capa diferente de Vampire Kisses.
Um dia eu estava procurando alguns livros e encontrei Fallen (anjo caído), estou louca pra ler, parece ser legal (não é de vampiro, mais pode ser bom, né)

Beijos

Vanessa Vieira disse...

Olá Tsu! Respondendo a pergunta que você me deixou no meu blog, eu topo a parceria sim! Primeiramente, pediria para que você seguisse o blog publicamente (http://newsnessa.blogspot.com) e colasse o banner do Nessa Neews no seu blog. Feito isso, é só me avisar que eu faço o mesmo ;)
Beijos!

Tsu disse...

Oi Manfio!
Desculpe a demora em responder!
Nossa, se você acompanhou Angel Sanctuary, tem que ver o final, é a conclusão! Não sei como vc conseguiu ficar sem ler! Entra no site da Comix Book Shoop que lá eles vendem e enviam por correio, sem erro! Já comprei lá e é super confiável.
E assim como eu você é fã do Alex o/ Eu estou pra ler novamente também e rever o filme (mas vou deixar pra julho por causa do anime friends onde encarnarei ele novamente)

Oi André!
Nossa valeu pelo comentário1 Eu gosto muito de filmes..tenho o hábito de assistir o mesmo filme mais de uma vez e sempre procuro interpretá-lo para tentar entender o que o diretor quis passar...valeu mesmo!!!

Olá Bruh, tudo bom? Desculpe a demora em responder. Há que bom que vc não curte Crepúsculo! Eu sou contra essa onde de vampirinhos purpurinados. Olha eu acho que esse Vampire Kisses pode ser esse que vc falou..a protagonista é uma garota gótica? Não sei se o livro foi lançado no Brasil...
Eu curto mesmo vampiros a la Anne Rice e para tal descobrir uma obra fantástica sueca chamada Latte Dan Rate Komma In. Nossa aquilo me deixou extasiada! A versão filme sueco desse livro é um dos melhores filmes de vampiros que já vi em toda a minha vida.

Felipe Santos disse...

"I'm Siiiingin' in the rain...
Just Singin' in the raaain...
What the Glorious feeling...
And I Haaaappy again..." (8)

Sempre é bom relembrar "the clockworck orange!"

Bom... eu li em algum lugar que "Delarge" era um trocadilho com "The Large"... Já não sei se isso é verdade. (Eu nunca achei o livro ¬¬, e como sou um vagal que não trabalha, não tenho grana pra comprar o livro.... a menos que eu recorra a "Ultraviolence"... AHUSHAUHSAUSHAUHS)

... Mas aí eu poderia passar pelo tratamento ludovico.. (melhor não)
ASUHASHUAHSUAHUS

Até mais!
o/

Tsu disse...

Oi Cissa! Mew, FELIZ PÁSCOA atrasado! Não tive como entrar na net durante o feriado! Ah valeu por ter curtido o cosplay do Alex..eu tentei incorporar ele ao máximo rs. Repetirei o cosplay no Anime Friends, um evento que acontece em julho. Se vc for de SP pode aparecer por lá!
Então eu tenho vontade de fazer esse lance de turismo por conta própria mas com meu senso de direção eu iria me ferrar..portanto na primeira vez na França irei com guia e turminha...depois vou com alguma pessoa só. Pretendo em todos os casos levar roupas de visuh a la cosplay para tirar fotos em lugares turísticos! Meu pai tem uns parentes distantes na ALemanha e se porventura eu conseguir ir viajar com ele ficarmos na casa dessas pessoas. Eu acho...gostaria de ir na Alemanhap ara ver o Wave Gotik Treffen.

Opa, então vc conhece um pouco da subcultura gótica. Mas por curto tempo? Eu frequentei ativamente a cena de SP por uns 5 anos depois me distanciei por causa de desmembramento de grupos mas o som e a estética eu sempre mantive. Na época que avia um grupo nós chegamos a virar lendas na comunidade Góticos no Brasil do orkut (que hoje está extinta).
Também aprecfio cemitérios! Adoro a arquitetura! Certa vez fui tirar algumas fotos no cemitério da Consolação em SP que tem mausoléus lindos. Sim a maioruia das pessoas não ucrte esse tipo de arte, mas eu curto. Ainda quero fazer uma sessão de ftos lá com o cosplay de Morte d Sandman *_*
Vc mencionou aquele cemitério de Paris e já coloquei ele na minhal ista del ugar para conhecer (preciso ir pra frança..tenho que arranjar dinheiro!). Nossa o túmulo do Jim Morrison? *.* Vc sabia que Ane Rice baseou nele para criar o vampiro Lestat?

Heello Snsdro!
Ah então veja o filme, veja o filme1 Opa claro que te seguiria no twitter!!!!


Oi Ana!
Então o Laranja Mecânica tem cenas fortes mas eu acho que essa ama surgiu porque na década de 70n eram imagens chocantes. Hoje em dia, ao meu ver, não seria tão chocante assim não. O público está acostumado com a violência e a mostrada em Laranja Mecãnica é muito mais leve do que a mostrada em Irreversível por exemplo.
Olha eu acho o livro sensacional porque trabalha com um conceito político futurista bem interessante. No comçeo o livro é confuso pelo tanto de gírias do Alex mas depois vc se acostuma. O legal é que o livro (e o filme) é contado pelo ponto de vista dele, então temos noção da mente doentia do rapaz.

Tsu disse...

Oi Cá!
O que?? Porque vc mudou o endereço e tudo no seu blog? Baixou o santo??? Estou indo lá ver!

Oi Eduardo!
kkkk olha esses dias eu peguei pra tentar ler meu livro do curso de lógica de programação e desisti. Cálculos não são comigo....me mantenha informada quando começar a ler Laranja Mecânica!

Oi MARCOS!
o QU?? vC VIU O SHOW DO u2? Que inveja!!! Tenho certeza que foi um espetáculo e tanto! Um colega meu foi e conseguiu autógrafo do Bono Vox. 0_0 Bom, sobre Control eu não posso dizer que Ian Curtis viveu intensamente a curta vida...na verdade ele sempre foi depressivo, como vc verá no filme. Então um dia venhas pra SP com sua esposa para conhecer melhor a cidade, tem muita coisa boa por aqui!
Opa um filme sobre a família Manson? Vc sabe qual é? podria me passar? Fiquei curiosa..gostaria de ver se tem a cena em que eles invadem a casa do diretor Roman Polanski.

Oi Cinéfilo G!
Opa legal vc tert curtido o blog, muito obrigada pelo elogio! Ah sim eu sou meio cinéfila rs..opa já estou olhando seu blog!

Tsu disse...

Oi Victor!
Poxa que legal! Op essola reocnheceu o inconfundível olhar do Alex na hora então =p. Verdade..eu aprecio muito o filme por sua coesão com o original apesar de ter tomado algumas liberdades com relação á certosp ontos mas nada que comprometese. ALiás eu sou muito mais o final do filme do que do livro!

Keiko!!!
Vc voltou! \o/ Renasceu das cinzas! kkkk
O que?? seu aniver´sario é 11 de setembro? tá zoando?? tu tem idéia que seu aniversário cai em um dia muito importante da história especialmente para os americnaos e os islâmicos??? caramba!!!
Eu vi essa cena dfa Meg como laranja mecânica1 Mas os simpsons já tinham feito isso antes em um episódio antigo, no qual o Bart aparece vestido com toda a roupa =) O q?? Keiko, o filme de Laranja Mecânica existe á décadas! Foi feito na década de 70, tem um artigo sobre ele no meu blog! É um clássico *.* Ergo Proxy é MARAVILHOSO e Trnity Blood é muito bom, o mangá é muuuuito melhor que o anime...se vc comprar o mangá vai amar, pois o traço é lindo. Um dos mais belos traços que já vi.

Tsu disse...

Olá de novo, Bruh1
Ah entao realmente foi publicado por aqui! Eu pensei que deveria ser publicado mesmo diante do sucesso e talz..rola um boato que o mangá terá novos volumes também.
Eu vi esse Fallen mas não me interessei muito .Eu recomendo que vc procure mas não divulgue muito) o filme sueco DEIXA ELA ENTRAR. Aquilo é um conto...fenomenal. Tem um artigo sobre ele no meu blog: http://empadinhafrita.blogspot.com/2009/12/resenha-deixe-ela-entrar.html Infelizmente o livro dessa obra não foi lançado no Brasil por ter talvez um conteúdo deveras pesado.

Oi Vanessa!
Opa já estou seguindo esse seu blog! Eu tenho dois botões do blog, o gif animado e o estático...pode pegar um deles =). É só salvar a imagem e depois upar com o endereço do blog. Eu faço assim porque meu blog tem um sistema de proteção que impede cópia dos textos.

Felipe quanto tempo!!!
Pensei que vc não apareceria mais!
Ah o livro é bem dificil de achar mas quem sabe com sorte vc não ache na web? Eles relançaram o livro com uma introdução excelente e o dicionário Nadsat...talvez se vc poupar uma graninha não precise apelar para uma ultraviolence cheio de toltchoques bem horrorshow, rs.

Até mais!
o/

Luana S. disse...

hehe , gostei bastante ! :) ja estou seguindo !
obrigada pela dica la no meu blog *-*
bjss

Laércio Cunha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Laércio Cunha disse...

Obrigado por seguir meu blog! Estou seguindo o seu. Muito bom seu blog também. E esse post está demais! Você escreve super bem. Um grande abraço!

Lex Santos disse...

um dos melhores livros que eu ja li, curti o filme também! sem muito o que acrescentar, obs: confesso que fiquei com preguiça de ler seu ultimo post, mas prometo que volto pra ler com calma!

interessante o blog.

abraços, Lex!

Tsu disse...

Oi Laércio! Opa obrigada pelo elogio! E vmaos mantendo contato!

Oi Lex! Ah não se preocupe meu post mais recente foi o de uma fanfic então nem tem problema se não ler rs...mas sobre Laranja Mecãnica que legal vc curtir também esse clássico. Aposto que conhece o filme não? Sem ddúvida um dos melhores de Kubrick!
Bom, vmaos nos falando..pelo visto acho que vc é um fã de Kubrick, não é?

Rubi disse...

Simplesmente fantástico!
A cada post seu e eu me encanto mais com os temas que você aborda. Tudo nesta obra é fascinante, mas a foram com a qual você a descreveu, ficou mais interessante ainda. Pra quem não leu/assistiu, eu recomendo!

Quanto a sua pergunta, estou com um post pronto sobre um filme alemão de 1922 baseado na obra de Bram Stoker (meio bizarro, mas bem interessante) estava com receio de colocar, mas agora com sua sugestão, ficará para a próxima postagem de filmes!

Tsu disse...

Oi Rubi!
Ah que legal você gostar dos temas que abordo no blog! Anime, filmes e livros são minhas paixões e procuro escrever sempre de uma forma para tentar agradar quem conhece e quem não conhece tais obras.
Obrigada por ter curtido o texto sobre o livro de Laranja Mecãnica! Me baseei no livro que eu tenho e fiquei fascinada pela forma apaixonada com que o tradutor se dirigiu a obra, de modo que procurei fazer o mesmo no artigo. Você chegou a ver os cosplays?
Gente, esse filme que você mencionou é o fabuloso NOSFERATU de Murnau! O melhor filme de vampiros já produzido! Aquilo sim é terror o/ Um filme essencial quando se fala em cinema!
E nessa mesma linha existe o Gabinete do Dr. Caligari.
Fico no aguardo desse post!

Jacques disse...

Boa noite, Tsu.
Li o livro uns dez anos atrás e achei tão bom quanto o filme do Kubrick baseado nele.
Pra mim a principal lição deste excelente livro é que o governo fará de tudo para se manter no poder, d mentir a manipular e até fazer lavagem cerebral em presos.
Abraço e até a próxima, Tsu.

Tsu disse...

Jacques, tudo bom?
Então..o livro de Laranja Mecânica tive acesso anos atrás mas só recentemente (um ano e meio) consegui comprar o liro que foi relançado. Fiquei encantada com a forma da narrativa que nos deixa desnorteado mas não gostei do capitulo final ocm Alex mais consciente. Se bem que na minha concepção ele ainda gosta da ultraviolência, mas como um vouyeur. Mas a visão do estado dominando também faz total sentido. E é isso que creio que Burguess quis realmente mostrar se levarmos em conta a época em que o livro foi escrito.
Enfim..LM é uma obra deveras complexa que não dá para ser resumida em uma simples análise. Mas eucontinuo priorizando o final de Kubrick..o conceito de uma vez mau, sempre mau.
bjs

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...