29 de mar de 2009

Trigun

O furacão está á solta!


Seu nome é Vash, the Stampede. O cara mais procurado e temido do mundo cuja cabeça vale 60 bilhões, é uma verdadeira catástrofe ambulante. Perseguido incansavelmente pela justiça, por um número infindável de caçadores de recompensa e por companhias de seguros, o lugar em que ele coloca os pés é imediatamente tranformado em um verdadeiro campo de guerra. E, embora Vash seja um pacifista em busca de amor e almeje apenas um pouco de sossego, ele é misteriosa e constantemente perseguido pela desgraça!



É assim que se define a série Trigun, história criada por Yasuhiro Nightow. Divertidíssima, a obra ( ou mais especificamente, Vash) é capaz de arrancar boas risadas, mas também possui um forte apelo dramático. Em um possível futuro apocalíptico, dominado por escaldantes desertos e por cidades ao estilo faroeste, as duas representantes da agência de seguros Bernadelli (a esquentada Meryl Strife e a atrapalhada Milly Thompson) seguem em jornada á procura do furacão humano, Vash the Stampede. Afinal, os prejuízos causados por Vash nas cidades está quase levando a companhia de seguros á falência, de modo que ele precisa ser detido e constantemente vigiado.

Entretanto, as informações dadas pelas pessoas sobre o tal Vash não são nem um pouco confiáveis, acabando por levá-las ao encontro de outros criminosos e caçadores de recompensa que também estão atrás do tal Vash, sem realmente saber como ele é. Claro que, ao se depararem com ele, as garotas não acreditam que aquele palerma medroso viciado em Donuts, possa ser o tão temido Vash, the Stampede. E acabam por deixarem ele livre, vagando pelo mundo e causando acidentalmente os desastres. Mas não é por isso que as garotas da agência Bernadelli deixarão de procurar o verdadeiro Vash. Entretanto, toda vez em que chegam ao local onde está o possível furacão humano, elas sempre se deparam com o loiro de sobretudo vermelho.

Ao descobrirem que o problemático sem noção é na verdade o desastre ambulante que procuram, Meryl e Milly passam a seguí-lo para tudo quanto é lado, mesmo quando ele é obrigado a enfrentar inimigos realmente perigosos. Para completar o quadro de desordeiros, surge ( durante uma viajem de ônibus pelo deserto) o misterioso Nicholas D. Wolfwood. Sempre fumando, ele parece ser mais sensato do que Vash e, embora alegue ser padre, não pensa duas vezes em sacar suas armas ou sua gigantesca bazuca em forma de cruz para explodir os inimigos.

Junto, o quarteto encontra-se e desencontra-se constantemente. E, embora Meryl aos poucos passe a mostrar um certo interesse em Vash, é entre a ingênua Milly e Nicholas que vemos um relacionamento amoroso realmente inesperado.




As coisas realmente começam a ficar sérias em Trigun quando o passado desconhecido de Vash assim como sua misteriosa origem, começam a ser revelados. Além das lembranças da jovem Rem, Vash é obrigado a enfrentar a crueldade do estranho Legato e pior ainda, de seu irmão ensandecido que Vash considerava desaparecido para sempre. E, á partir daí Vash começa a sofrer constantemente, pois sua existência é capaz de levar á um número incontável de mortes inocentes e por mais que ele se sacrifique para evitá-las, parece nunca obter sucesso.

Isso sem mencionar fatos realmente importantes que são revelados nos ápices da série: quem é a jovem Rem e qual sua ligação com Vash? Como a humanidade passou a viver em desertos? Quais as reais intenções de Nicholas? O que diabos é o gatinho preto que aparece toda hora nos lugares mais inoportunos? E qual é a verdadeira razão para Vash ser o responsável por causar tanta destruição?

Trigun é uma série diferente. É extremamente raro vermos tanta comédia e tanto drama em uma única obra. De modo que para aqueles que adoram uma história que contenha todos os gêneros, Trigun é indispensável.

Um comentário:

Rubi disse...

Tsu, não sei se é impressão minha, ou está cada vez mais difícil encontrar um artigo seu que eu ainda não tenha comentado HAHAHA confesso que tive que olhar um por um, até parar neste. Fiquei curiosa porque gosto de tudo que é diferente, e esta obra pelo que você disse no post me pareceu bem peculiar!

Por acaso você já viu algum evento só com personagens da Disney? Ou não existe evento específicos para os personagens? Sempre tive essa curiosidade.

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...