19 de nov de 2009

FanFics - Samurai X - Vestibulando - parte 1

Confira primeiramente aqui qual curso cada um pretende fazer:


KENSHIN - Direito
KAORU - Gastronomia
SANOSUKE - Publicidade e Propaganda
MEGUMI - Medicina
AOSHI - Ciências Contábeis
MISAO - Educação Física
SOUJIROU - Jornalismo
YUMI - Hotelaria e Turismo
SHISHIO - Diplomacia
TOMOE - Artes Plásticas
ENISHI - Administração de Comércio Exterior
HIKO - Física Nuclear



Eles resolveram prestar na FUDEUsp ( Faculdade Universitária dos Estudantes Unidos de São Paulo XD ), pois a inscrição era gratuita e ainda concorria a bolsas estudantis. Eles pegaram o Manual do Candidato e começaram a estudar uma semana antes da prova. ¬_¬

E, no dia da prova, por um milagre eles conseguiram chegar ao local com 5 minutos de antecedência. Na verdade era pra ter chegado com meia-hora de antecedência, mas não lhes foi possível devido á uma força maior. ( entenda: kombi do Hiko )

08: 30

A velha kombi chega sacolejante na FUDEUsp, dela descendo toda a turma de RK. As pessoas ficam olhando.


MEGUMI: - Vamos logo, gente! Estamos atrasados!
SHISHIO: - Estamos atrasados por culpa dessa lata-velha!
HIKO: - Eu já tô cansado de ouvir coisas sobre minha kombi! Além do quê, uma múmia como você NÃO está em condições de falar sobre aparência!


Enquanto os dois discutiam e Kenshin tentava acalmá-los, o restante olhou no mural qual sala iriam ficar.


KAORU: - Tem que conferir através do nome! Peraí, não tô achando!
SOUJIROU: - Você está vendo na lista errada! É aqui, ó!
MISAO: - Ei, chega pra lá! Não empurra!
KAORU: - Yahiko, fique aqui fora e cuide da kombi.
YAHIKO: - Pô, eu vou ter que ficar nesse calor cuidando de uma porcaria por três horas de graça?! Sem essa!
KAORU: - Você vai ficar SIM!
YAHIKO: - Não vou se não quero! Eu me recuso!
KAORU: - Não me faça perder a paciência!
ENISHI: - Calma, calma. Tó, Yahiko. - abre a carteira e tira 20 conto. - Pega esse dinheiro e compra doces e uma revista pra você. Espera a gente aqui, ok?
YAHIKO - Beleza, eu fico sim!


Enishi se volta para Kaoru, ajeitando os óculos com ar confiante.


- Problema resolvido. Só é preciso usar psicologia infantil.


08:50


Todos os vestibulandos já se encnotram sentados, esperando a prova ser entregue.Alguns conversavam, outros estudavam. A turma de RK chegou aos tropeços, discutindo pra variar. Resolveram se sentar nas últimas carteiras, um perto do outro.


SOUJIROU: - Ei, Megumi. Eu pensei que você já era formada em medicina. Por acaso andou exercendo a profissão sem estar realmente habilitada durante todo esse tempo?
MEGUMI: - Hãn...eu...
SOUJIROU: - Sabia que isso é crime? Então o diploma fixado no seu consultório é falsificado? Você administrava diagnósticos em pacientes pobres e idiotas do hospital público?
MEGUMI: - Ora essa, me deixa em paz!
SOUJIROU: - Só estou exercendo minha futura profissão de repórter!
YUMI: - O que você está fazendo, Sano?
SANO: - Acabei! - ele mostra uma folha de sulfite rabiscada. - Criei um símbolo 100% original para ser minha marca registrada! Logo no primeiro dia vou mostrar toda a minha criatividade para as futuras aulas de Publicidade e Propaganda!
TOMOE: - Mas, Sanosuke. - ela o fitou séria. - Isto não é uma gravura original. É o ideograma de "Mau" que está grafado em sua camisa.


Sano piscou confuso. Olhou para sua camisa, levando um susto. Os outros observam com gota.


SANO: - O quê? Desgraçados, plagiaram minha idéia, a roubaram de minha cabeça!


No canto, Shishio escrevia alguns parágrafos do questionário de testes anteriores em suas ataduras, caso fosse preciso utilizá-las como referência na prova. Nisso, ele notou que Aoshi permanecia ouvindo um canto gregoriano em seu disc-man.


SHISHIO: - Ei, Shinomori. Não vai aproveitar o tempo para dar uma revisada na matéria?
AOSHI: - ...não. Eu sou, digamos, um gênio. De modo que essa prova me será fácil.
MISAO: - O senhor Aoshi é tão incrível! Gostaria de ser inteligente como ele!


Suspirando, ela retira da mochila dois pacotes de lápis.


KAORU: - Ei, para quê tanto lápis?
MISAO: - Ai, metade é pra escrever e a outra metade é pra comer. Fico muito nervosa com esse tipo de coisa!
ENISHI: - Querem saber? Essas faculdades são todas movidas a propina. É só ter bom contato, pagar uma grana extra e você entra sem depender dessa prova!
KENSHIN: - Mas isso é errado! Isso não é justo!
ENISHI: - Justiça é pra turista, battousai.
KENSHIN: - Quando este servo se formar advogado, ele irá processar essas faculdades movidas a propina!
ENISHI: - Isso se você não ser corrompido por traficantes e se tornar advogado criminal envolvido em esquemas.
KENSHIN: - Este servo não se sujeitará á isso!
YUMI: - Ei, Hiko. Se passar na prova, você pretende cursar faculdade de quê?


Silêncio. Todos olham interessados para o mestre. Ele deu um sorriso confiante, com ambas mãos na cintura.


HIKO: - Eu me formarei em...Física Nuclear.


Silêeeeencio. Todos arregalam os olhos de espanto. Subitamente, a imagem da bomba atômica explodindo em Hiroshima surgiu em suas mentes.


MEGUMI: - .......IMBECIL! Doido, como ousa estudar física nuclear?
SOUJIROU: - Foi uma bomba atômica criada por norte-americanos usando física nuclear que quase destruiu nosso país de origem!
KENSHIN: - Mestre, este servo nunca pensou que o senhor seria capaz de fazer uma coisa dessas!
HIKO: - Ô, calma aí! Eu estudo e me formo no que eu quiser! Eu queria ser cabelereiro, mas física nuclear dá muito mais grana! Eu vou ter casa própria, roupas, muita bebida, e sairei com mulheres gostosas e famosas. Vou começar catando a Angelina Jolie, depois a Halle Berry e a Charlize Theron. Aí eu aproveito e mando o Stuart Townsend de presente para a Tsunami via Sedex! ( *_* )E pra terminar, vou sair todo ano no topo dal ista de homem mais sexy do mundo!


Gota geral. O mestre, ás vezes, viajava legal...


TOMOE: - Pessoal, a prova vai começar!


O grupo tratou de voltar para seus respectivos lugares sob o olhar assustado dos demais estudantes. Sano tropeçou nos pés da cadeira e foi ao chão, mas logo se recuperou.


Nisso, o encarregado de entregar as provas e supervisionar o decorrer dela, assegurando que tudo estivesse sob controle, entrou no local. O povo RK tomou um tremendo susto ao reconhecer a figura. Não era possível que ELE estivesse ali. Mas estava.
ELE, sentindo-se observado, olhou para a classe e ao ver o pessoal, cambaleou como se fosse desmaiar, mas conseguiu evitar isso se apoiando na mesa.


- Não acredito...eu não creio que vocês estão fazendo isso...


- SAITOU!

09:10


As provas haviam sido distribuídas juntamente com o gabarito e o silêncio era agora total. Como era um tempo corrido, mesmo surpresos com a presença de Saitou, ninguém pôde falar com eles. Possuíam 3 horas para realizar a avaliação, que contava com 50 questões de múltipla escolha e mais uma redação dissertativa.
Saitou estava sentado na cadeira á frente dos vestibulandos fumando um cigarro. O pessoal sabia que era proibido fumar no local mas não disseram nada. Afinal, Saitou era da polícia...
Ele estudava atentamente cada um por trás da fumaça de nicotina, se preocupando mais com o grupo que conhecia tão bem. Eles estavam sentados próximos um do outro em uma espécie de miolo. Isso era perigoso. Afinal, juntos sempre havia confusão e ninguém poderia prever o que eles poderiam fazer.
Entretanto, o pessoal parecia REALMENTE com a atenção voltada para a prova. Misao escrevia com um lápis e mordia vorazmente outro, tão nervosa que estava. Sano passava as mãos pelos cabelos á ponto de arrancar fios ao se ver diante das questões de História. Yumi fazia as contas procurando achar os resultados nos deodos, mas vez ou outra ela balançava a cabeça e recomeçava a contagem. Soujirou havia começado pela redação e não parava de escrever e apagar.
Megumi apenas bebia água de sua garrafinha. Enishi falava consigo memso sobre cada questão, analisando o enunciado e as alternativas inúmeras vezes. Tomoe já estava com dor de cabeça e mal conseguia manter os olhos abertos. Shishio mordiscava um pedaço de atadura(ou talvez pele, ninguém sabe)e discretamente desdobrou uma faixinha do seu pulso, onde estava marcado respostas abreviadas que ele retirara dos manuais para vestibulares.
Aoshi não demonstrava dificuldade e parecia totalmente seguro em assinalar as questòes. Kaoru folheava incessantemente a prova procurando encontrar uma questào que soubesse, embora nào tivesse sucesso. Kenshin, percebia-se claramente que estava tendo uma imensa dificuldade em entender e preencher o gabarito corretamente. Hiko manteve uma postura pensativa durante 20 minutos e então começou a escrever a redação com um sorriso confiante.

10:10


O tempo continua a correr. Todos estão compenetrados. O silêncio é total. Eles já estão cansados. A prova parece ser muito difícil. O desespero começa a tomar conta.
Soujirou estava quase á ponto de rasgar a folha de tanto apagar e escrever na folha de redação. Misao, praticamente, já havia comido dois lápis e meio, começando a sentir o estômago doer.
As "colas" começaram a surgir por entre o grupo de RK.
Kaoru cutucou Enishi e, através de gestos, pediu para que ele lhe passasse a questào 5 de Geografia. ntretanto, ele negou, mostrando que não sabia. Kaoru bufou e se voltou para Kenshin que finalmente pareceu descobrir como se preenchia o gabarito.


- ...psiu....- sussuro. - ...ei...psiu...kenshin!


Mas ele não ouvia, o que obrigou Kaoru a lhe puxar a ponta do cabelo.


- ORO!


Todas as atenções se voltaram para o espadachim que, sem jeito, pediu desculpas ( - Desculpem este servo! ). Saitou olhou desconfiado, mas não demorou para que o silêncio retornasse. E as tentativas de "cola" também.
Após levar um puxão no cabelo, Kenshin se virou para Kaoru na fileira ao lado, atrás de Enishi. Ela logo tratou de fazer sinais que indicassem a resposta da questão 5 de Geografia. Kenshin a encarou pasmo, mostrando claramente que não entendia. Ela continuou tentando se comunicar através de gesto, deixando o ruivo cada vez mais aturdido.
Enishi percebeu e, temendo que Saitou percebesse, começou a também fazer gestos simultaneamente com Kaoru. Saitou não percebia, afinal estava compenetrado em ler um livro de Dan Brown.
Kenshin olhou assustado para a dupla. O que eles queriam fazendo aqueles gestos obcenos com as mãos? Como poderiam pensar em algo assim no meio de um vestibular? Se os dois estavam loucos por sexo, Kenshin Himura não tinha nada á ver com isso! Pra piorar, parecia que eles queriam convidá-lo para uma orgia!
O espadachim negou assustado, voltando sua atenção para a prova, murmurando coisas como "isso é uma vergonha!" para si mesmo. Kaoru e Enishi trocaram olhares sem compreender.
Enquanto isso,um pedaço de atadura contendo as possíveis respostas das questões de História, passou por entre o grupo. Alguns como Misao, apenas conferiam as respostas. Outros, como Sano, copiavam cegamente sem nem verificar se eram coerentes. ( -Quem comandou o partido nacional socialista na Alemanha? R: Mao Tsé-Tung 0.o*)
Em seguida, foi a vez de passar uma pequena borracha pertencente a Tomoe contendo as respostas de Português.


Quando Sano foi passar a minúscula borracha para Yumi, o objeto caiu no chão, bem na frente e próximo de Saitou. A mulher fitou Sano com ódio mas ele apenas deu nos ombros. Sem outra alternativa( pois seria muito arriscado pegar a borracha), Yumi resolveu responder as respostas na base do Uni-Duni-Tê.
Mais atrás, o mestre Hiko se via diante de um grande problema denominado Matemática. Os números e fórmulas rodavam por sua cabeça ew ele realmente não conseguia fazer nada. Percebeu que Aoshi também estava nas questòes de Matemática e, ao contrário dele, não tinha dificuldade em calcular e montar as equações.
Disfarçadamente, começou a tentar ver as respostas do okashira, mas ele percebeu o olhar comprido de Hiko e tratou de colocar o braço na frente.


Hiko se enfureceu, mas então teve uma idéia.


"Minha genialidade desponta em qualquer coisa que eu faça."


Jogou a borracha ao lado de Aoshi e fingiu ter que se levantar para pegá-la. E, claro, paroveitou para dar uma olhada nas respostas. Mas o mestre é tão anta que ficou ali, parado no meio da fileira observando a prova alheia, querendo decorar todas as respostas.
Ao perceber, Aoshi tratou de esconder sua prova com o corpo, mas Hiko estava quase por cima dele, o puxando para ver a prova.


- Mas o que diabos está acontecendo aí?


Hiko engoliu em seco e quase se borrou de medo ao ser pego no flagra. Se virou para Saitou sem saber o que dizer. O policial estreitou os olhos.


- Hãn...eu...eu...fui pegar...minha borracha...


- Se a tua borracha cair de novo. - ameaçou Saitou acendendo um fumo. - Terá sua prova anulada.


O mestre sentou-se emburrado e demorou um pouco para Saitou voltar a atenção para o livro que lia. Mas Hiko não iria desistir. Olhou para o outro lado, tentando descobrir as respostas da prova de Megumi. Não conseguia ver com clareza, afinal sua miopia dificultava muito. Em um ato de desespero, ele esticou o braço para tentar pegar a prova da médica.
Furiosa, ela tentou arrancar as folhas de Hiko, mas não conseguia. Pegou então seu lápis e fincou-o com força na mão dele. O mestre viu estrelas e sufocou um grito de dor, soltando as folhas e recolhendo a mão.


Saitou permanecia sentado confortavelmente na cadeira e com os pés na mesa. Lia o livro e fumava ao mesmo tempo.


No fundo, Shishio retirou um pequeno espelho e tentava arrumá-lo de modo a conseguir ver a prova de alguém. Entretanto, o reflexo do espelho bateu no estojo de lata de Misao, refletiu na janela e a luz do sol veio como um tiro no rosto de Saitou.
Ele fechou os olhos, tentando tampar o rosto da forte luz. Isso fez com que ele perdesse o equilíbrio e caísse no chão, com as pernas para cima.
Todos olharam pasmos, Sano começou a rir loucamente enquanto Kenshin segurou o riso e tratou de ajudar o policial a se levantar. Saitou encarou um por um furiosamente. Shishio mordeu uma pedaço de atadura assustado, conseguindo jogar o espelhinho no chão.


Silêncio. Saitou pegou seu livro e sentou de novo na cadeira.


- O que estão olhando? Façam a prova!


Shishio olhou na direção de seu espelho e então notou que refletia ali, exatamente o gabarito da prova de Tomoe. Sufocou uma gargalhada e começou a verificar as respostas.


  ~*~

capitulo 2
fanfics

Nenhum comentário:

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...