19 de dez de 2008

Angel Sanctuary


A última batalha de anjos e demônios pela posse da Terra!




Angel Sanctuary pode ser considerado uma das mais polêmicas obras anti-religiosas na história das obras japonesas. Anjos cruéis, demônios bons, personagens complexos e trágicas histórias de amor são um dos itens presentes.

Criado por Kaori Yuki, Angel Sanctuary possui mangá ( 40 volumes no Brasil) e um OVA de 3 episódios. Com um belíssimo traço capaz de encantar até os leigos e uma trama profunda, é considerado pelos fãs como uma das melhores histórias, contanto que os leitores possuam uma mente aberta sobre determinados temas.

O personagem principal é Setsuna Mudô, um jovem encrenqueiro e boca suja que é completamente apaixonado por sua irmã de sangue, Sara. Mesmo sabendo que nutrir tal sentimento é proibido, ele não é capaz de abandoná-lo, especialmente quando a própria Sara confessa seu amor por ele. Sofrendo o preconceito de todos ao seu redor, Setsuna e Sara tentam mesmo assim, seguirem adiante com seu amor.

Como se não bastasse esses problemas, Setsuna descobre que é a reencarnação da poderosa anjo Alexiel. E logo seres do céu e do inferno partem em seu encalço, todos desejando o retorno de Alexiel. O maior inimigo de Setsuna passa a ser o perigoso anjo Rosiel, irmão gêmeo de Alexiel, que não mede esforços para eliminar o jovem e fazer com que a alma de Alexiel desperte. Mesmo após aceitar seu destino como Messias, Setsuna é acometido por um sofrimento cruel atrás do outro, encontrando apenas em seus novos amigos forças para seguir em frente. É nesse tempo que ele conhece Kurai, uma fofa "evil" e Katô um antigo rival da escola que torna-se um compaheiro de valor inestimável. E, honrando o sentimento de um verdadeiro amante, Setsuna vai ao inferno e ao céu para tentar resgatar sua amada Sara, envolvendo a todos, anjos e demônios, no destino da Terra.






Além de enfrentar os perigosos satãs do Inferno, ao chegar no Paraíso, Setsuna ainda é obrigado a enfrentar o poder dos Anjos, dentre eles o misterioso e cruel Sevotharte que, assim como Rosiel também deseja eliminar o jovem para que este não atrapalhe seus planos. E Setsuna realmente compreende que seu destino como messias e reencarnação de Alexiel é inevitável e precisa ser cumprido.


Mas isso não será nem um pouco fácil pois muitos seres divinos desejam seu poder para obter a realização de seus próprios desejos. Com maestria e criatividade a autora conduz uma história longa, extremamente complexa, presenteando-nos com sua versão de anjos e demônios. O satã Belial exerce fascínio em sua estética única, os 4 anjos dos elementos possuem cada um uma personalidade própria e extremamente bem definida( destaque para o anjo Raphael que é um autêntico Don Juan). E embora a trama foque em Setsuna, muitos outros personagens tornam-se protagonistas cada qual em determinado momento. É asim com Kurai ao receber a proposta de se tornar noiva do rei dos demônios, o anjo Zafkiel a liderar uma equipe de anjos rebeldes, o conflito interno de Rosiel e até a própria Sara ao descobrir que também é a reencarnação de um grande anjo.

Como toda obra, a série de Angel Sanctuary também possui certas falhas.A hierarquia, nomeclatura e etc. relacionada aos anjos está extremamente diferente, misturada...ora faz sentido com o cunho histórico, ora não. A autora tomou certas liberdades que chegaram a prejudicar seu trabalho que, se seguisse o sentido sério da pesquisa seria mais interessante. Ela dá destaque demais a suas criações originais ( Alexiel e Rosiel)mas pelo menos podemos saber que Adam Cadamon é supremo e Metraton não é um qualquer. Mas é absurdo vermos que, numa história de anjos e demônios, Lillith nem exista!


Mas claro que uma das maiores surpresas é ver a fantástica forma e destino que a autora entrega á Lúcifer. A presença do Lorde dos Infernos nos volumes finais da trama nos leva á ansiedade e demonstra desfechos surpreendentees. É realmente, de maravilhar os olhos! Kaori Yuki faz valer a expressão do poeta John Milton sobre ele: O anjo mais belo e reluzente de todo o mundo celestial.

Aliás é preciso se comentar o traço de Kaori Yuki. Absurdamente detalhista, cada fio de cabelo dos personagens é cuidadosamente posicionado, chegando quase a parecer uma fotografia. Os trajes dos personagens mudam constantemente, influenciados pela moda j-rock japonesa. Rosiel faz um verdadeiro desfile de moda e parece que a autora divertiu-se demais em desenhar roupas para Kurai. A maquiagem de Belial é única...isso sem mecionar os cenários muito bem feitos. O traço dela não evolui, permanece perfeito do começo ao fim da obra.



Em meio a histórias do passado, referências bíblicas e complexas teorias conspiratórias, Angel Sanctuary nos surpreende e choca á cada página. Tudo em sua obra é permitido: incesto, anjos sórdidos, demônios sinceros, homosseuxualismo, possessão, experiências genéticas, imagens chocantes e até um Deus que não está nem aí para o sentimento de suas criações.

~*~


Nenhum comentário:

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...