17 de mai de 2009

Ah My Godess - Comentário Pessoal

Ah My Godess é uma série que possui um belo traço, que ajuda a contrabalancear a história cotidiana. Embora tenha algumas partes de comédia, a trama se dedica mais á trabalhar com a evolução lenta do relacionamento de Keiichi e Belldandy o que acaba sendo cansativo e tedioso depois de alguns capítulos (afinal ambas partes são muito tímidas e de personalidade pouco marcante).

A presença de Urd consegue contrabalancear isso, juntamente com as loucuras dos "senpais" de Keiichi (embora apareçam pouco eles são divertidos) e os ataques histéricos de Mishima. Já Skuld, se era para ser o ponto cômico, acaba sendo extremamente irritante e o mesmo ás vezes costuma acontecer com a demônio Marlee.

A primeira temporada flui sem grandes coisas, tendo ação mais para o final com a presença do Senhor do Mal, Urd Maligna e referências á mitologia celta. Na segunda fase, as coisas continuam as mesmas mas a qualidade da trama e amadurecimento dos personagens melhora consideravelmente.

Como o relacionamento de Belldandy e Keiichi fica mais firme, sobra espaço para as demais deusas terem sua chance. É o caso de Skuld, que na segunda fase torna-se uma personagem divertida e apreciável. O mesmo acontece com Urd que desta vez revela mais fatos de seu passado e os problemas e as consequências que sofre por ser metade deusa e metade demônio.

E não podemos esquecer da quarta deusa, Peorth. Embora ela apareça por poucos capítulos, sua presença é agradável e divertida ( além do que ela é muito bonita), dotada de uma personalidade que foge um pouco do que seria esperado de uma deusa.

Ah My Godess é capaz de cativar os espectadores lentamente mas de uma forma tal que, ao termino da série, sempre ficamos querendo mais.

Nenhum comentário:

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...