10 de dez de 2009

Chrno Crusade - comentário pessoal

Chrno Crusade, inicialmente, nos passa a sensação de ser um mangá/anime com lutas de demõnios, igreja e freiras sensuais. Mas, á medida que conhecemos, vemos que não é bem assim.


Embora faça parte de obras com temáticas apocalípticas muito populares na época de 1999 e que certos personagens se pareçam com de outras séries ( é inegável uma certa semelhança de Rosette com a Asuka de Evangelion), Chrno Crusade possui uma identidade e um diferencial próprios. Tanto parao otaku mais leigo quanto omais crítico, aobra pode ser apreciada sem problemas.

Os personagens possuem um carisma mediano no início mas você logo se afeiçoa á eles. Rosette se torna carismática á medida que vemos todas as facetas de sua personalidade. Assim como nós, ela usa máscaras para esconder seu próprio sofrimento e, através da fé em si mesma encontra forças para seguir em frente á despeito de todas as dificuldades. no caminho.

Mas, talvez, o ponto mais importante não seja o destino que ela carrega, mas sim sua ligação com Chrno.

Muito além de reencarnação e companherismo, existe entre Chrno e Rosette umam istura de amor e devoção que só é compreendida por nós em um determinado momento, onde ambos se declaram um para o outro. Não há reação de surpresa por nenhuma das partes diante disso, apenas compreensão e entrega á um momento efêmero.

Tendo uma trilha sonora agradável ( bela abertura e encerramento), Chrno Crusade pode parecer divertido mas, á medida que avança, nos mostra uma profundidade inovadora.

Abro uma brecha aqui para comentar sobre a impressão passada nos últimos capítulos da obra. É dramática, profundamente triste mas ainda sim bela e altamente reflexiva. Uma lição de fé, destino e a certeza de que, diante da morte, por mais que saibamos ser inevitável, ainda nos permitimos temê-la.

Nenhum comentário:

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...