31 de out de 2008

BUCKY


Uma aventura em doze mundos

Bucky foi e ainda é um dos animes mais "excêntricos" já criados. Pouco conhecido até mesmo no Japão ( onde chama-se Jibaku-kun). Mas, curiosamente veio para o Brasil, ganhando uma boa dublagem e agregando poucos mas verdadeiros fãs. Bucky foi criado na época da grande "explosão pokémon", onde diversos animes do gênero de monstros convivendo com humanos era a a "febre" do momento.

Porém, diferente dos demais, Bucky se destaca por uma originalidade egocêntrica e satírica, totalmente diferente dos demais animesdo gênero( entenda: Digimon, Monster Rancher). Para começar, esqueça toneladas de criaturas fofinhas. As criaturas do mundo de Bucky são estranhas e muitas vezes de uma mistura bizarra entre pokémon e digimon. Não evoluem e não podem ser capturadas, e são conhecidas como Monstros Encrenqueiros.
Já deu pra perceber que a obra não foi criada para vender produtos.
Os monstros não possuem definição numérica ou algo do tipo, de modo que não passam de animais com pequenas mudanças físicas. Claro, há também monstros estranhos, cujos nomes são mais estranhos ainda ( como o Vaso Ecantado). Para enfrentar estes monstros que pertubam as pessoas existe as Grandes Crianças. Apenas uma Grande Criança existe em cada mundo.

A geografia do mundo de Bucky, é, sem dúvida, a geografia mais interessante da história dos mangás. É nada menos que um relógio! São doze mundos ( com a forma dos respectivos números)e no centro existe uma elevação branca conhecida como Torre Pontiaguda ( cujo nome real é Mundo Zero). Em meio á estes mundos existe estranhas cidades, onde vivem pessoas mais estranhas ainda ( existe cidades dominada por porcos, em outra as pessoas vestem-se como abelhas, a cidade de Secandas possui construções feitas de doces e por aí vai). Cada um destes mundos possuem uma Grande Criança que é um adolescente cujo dever é proteger seu mundo dos montros encrenqueiros, enfrentando-os e derrotando-os. Para realizar tais tarefas eles contam com a ajuda dos Espíritos.
Os Espíritos são pequenas bolas rosadas com finos membros e rosto estranho. Não são nem um pouco bonitinhos, embora acabem sendo engraçados em suas feíuras. Para derrotar um Monstro Encrequeiro, a Grande Criança deve jogar o Espírito na direção. Ao abrir as mãos o Espírito causa uma grande explosão ( parece uma bomba atômica rosa). Cada mundo possui seu Espírito específico e, eles comunicam-se através de guinchos e gestos. Cada espírito possui uma personalidade própria que muitas vezes reflete a personalidade e estética da criança á qual pertence ( por exemplo, o Espírito da GC de Hexas é rockeiro ).

A história começa quando Spaak, considerado a melhor grande Criança de todos os 12 mundos entrega seu título e seu espírito Jibak, para o protagonista da série.

Se você pensou que o protagonista é um garoto bobão, que sonha em ser um herói e que é cheio de boas intenções, errou feio. Pra começar, o maior sonho de Bucky é ser o Soberano do Mundo. Mal-encarado, extremamente forte e habilidoso, não demora para que ele adquira poderosas habilidades de combate que ninguém mais é capaz de conseguir. Se considera o melhor e toda vez que alguém acha absurdo ele ser o sucessor de Spaak por causa de sua índole, Bucky não pensa duas vezes em mostrar o que sabe fazer. E ele sabe mesmo.

Para Bucky ser reconhecido como Grande Criança do seu mundo, ele precisa ir até a Torre Pontiaguda, passando pelos outros onze mundos. Em sua jornada, ele conhece Pink, uma garota histérica e convencida que grita por qualquer coisa e Kai, um perito em artes marciais cheio de honra e boas intenções. Ambos são grandes crianças e decidem acompanhar Bucky para descobrir se ele realmente merece tal título de Spaak. Com o tempo os três acabam se tornando amigos ( embora Bucky os chame de "escravos"). Aliás é muito interessante ver o lado "machão" de Bucky que esconde uma pessoa que realmente se importa com os outros.

Enquanto enfrentam os mais estranhos monstros e conhecem as demais grandes crianças, cada qual com personalidade e habilidades próprias ( destaque para Ali Babá, sem dúvida uma das GC mais divertidas e o sombrio GC do nono mundo), Bucky e sua trupe seguem jornada até a Torre Pontiaguda. No meio do caminho eles conhecem Hell um habilidoso e elegante homem que é um Grande Soldado ( posição superior á Grande Criança). Armado com duas espadas, Hell causa grandes problemas á Bucky por ser áquele que guarda a Torre Pontiaguda ( e também por apaixonar-se pelo protagonista ao mesmo tempo que o odeia).

Entretanto, um perigo muito maior cerca esse estranho mundo. Das trevas surge Slash, um misterioso ser de poderes inimagináveis que parece ser a razão da existência de Monstros Encrenqueiros. Mais misterioso ainda é a possível ligação que Slash possui com a bela princesa que encontra-se adormecida na Torre Pontiaguda. Tal princesa também parece possuir uma ligação com Spaak que ao longo do tempo revela muito mais do que aparenta ser.

Bucky é um anime simples e criativo cujo intuito é apenas divertir... e isto ele faz muito bem.

Nenhum comentário:

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...