19 de jul de 2010

FanFic - Na Balada com o Samurai parte 3



Todo mundo fica em silêncio, a música pára.


- Todos pro chão agora! Ou iremos atirar!
-......................HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!


O pânico é geral. Todos começam a correr em todas as direções. A turma de Rurouni Kenshin embora estivesse separada, teve o mesmo instinto, procurando se esconder. Aoshi se escondeu embaixo da mesa; Tomoe e Kenshin saltaram para dentro do balcão do bar; Yahiko se abraçou ás Sailors; Misao, junto com Omasu e Okon correram para dentro do banheiro; Saitou optou por entrar dentro da bilheteria; Megumi se escondeu com Kira(o de Angel Sanctuary, não o Raito ¬¬) atrás do puff; Soujirou e os vips ficaram imóveis na área Vip; Kaoru se agachou perto da parede; Enishi subiu as escadas e se trancou na cabine do D-Jay; Shishio e Yumi se deitaram no chão imundo da pista de dança( nota: Shishio esparramado no chão com suas ataduras fosforescentes mais parecia uma gosma mutante); Hiko sentou no chão roendo as unhas de medo; Sano permaneceu escorado no primeiro degrau da escada, soltando baforadas e vegetando legal.

Pensamentos momentâneos:

AOSHI: - Eu nunca venho em danceteria. Quando venho tenho que passar por isso. Joguei pedra na cruz!
KAORU: - Ai, eu vou morrer virgem! Deveria ter ouvido o conselho da Tae!
ENISHI: - Se a polícia tentar me pegar eu pego o d-jay como refém!
YAHIKO: - Droga! Vão descobrir que minha identidade é falsa!
MEGUMI: - Se começar um tiroteio aqui vai ter gente ferida e eu vou ter que tratá-los, porcaria!
SAITOU: - Finalmente um pouco de ação!
MISAO: - Putz! Bebi pacas e a polícia não vai me liberar e o vovô vai vir me buscar...
SHISHIO: - A polícia vai me prender! Vão querer me levar pro hospital e me manter internado!
YUMI: - Será que tem um policial jeitosinho?
KENSHIN: - Este servo precisa proteger as pessoas inocentes! Mas são muitas pessoas para este servo proteger!
TOMOE: - Será que vieram me deter pelo fato de eu fingir estar morta para receber aquele seguro de vida?
HIKO: - O que eu faço? O que eu faço? Será que souberam que eu estacionei em lugar proibido?
SANO: - Ó os cara...manero...soh...

Danceteria - 02:30 AM


A polícia ordenou á todos que ficassem de frente para a parede para realizar a revista. A música havia parado e as luzes normais foram acesas.

SAITOU: - Comandante, qual a ocorrência?
POLICIAL: - Estamos revistando todo mundo para assegurar que estejam de acordo com a lei e não sejam foragidos!
SAITOU: - Mas para isso não precisava entrar arrombando tudo.

POLICIAL: - Sim. Mas é que eu sempre quis fazer isso...uma coisa de macho, entende?

SAITOU:- Oh, sim. Só não abusam demais das garotas durante a revista, okey?

YUMI: - Ei! Olha onde coloca essa mão ai!

Os policiais revistavam um por um. No final da "fila", Sano engoliu em seco e começou a cochichar deesesperado.

SANO: - Eu vou me ferrar, Katsu!

KATSU(drogado): - Por quê...?

SANO: - Como "por quê"? Eu tô com o bolso cheio de baseado!

KATSU: - Há é...relaxa....cadeia não é ruim neste país...é...

SANO: - Eu não posso ir pra cadeia. O Saitou e o pessoal vão acabar comigo!

Nisso ele nota Kenshin uma pessoa á frente dele. Demorou a descobrir quem era devido ao cabelo do espadachim estar manchado de azul e constastou que possivelmente estava sendo um traidor do movimento punk, mas ao ter certeza, Sano pensou e vendo que a polícia se aproximava, tomou uma decisão.
Sorrateiramente sem ninguém ver, Sano retirou o baseado e o pacotinho de pó do bolso e jogou dentro do bolso da calça de Kenshin.

SANO: - Sei que é sacanagem mas...antes ele do que eu!

A revista continua, chegando então á Kenshin.
POLICIAL: - Por favor senhor. Terá que nos acompanhar até a delegacia.

KENSHIN: - oro, por quê?

POLICIAL: - Encontramos isto ( mostra as drogas) dentro do seu bolso.

KENSHIN: - Ororo! Mas isto não pertence á este servo!

SAITOU: - Quando a polícia pega todos são inocentes...

KENSHIN: - Mas é sério! Este servo não está portando drogas!

POLICIAL: - Então explique como isto veio parar no seu bolso!

KENSHIN: - Este servo não sabe! - nota: pânico. - Mas isto não é deste servo! Ele jura pela sakabatou dele!

SAITOU: - Então vai jurar lá na cadeia!

Barzinho - 03:00 AM

Após o caos inicial, a tropa de polícia saiu pacificamente do local levando apenas um suposto meliante detido por alguma coisa que as pessoas não sabiam o que era. Assim, a balada começou a voltar ao normal. Na mesa próximo ao bar, estava a turma de Samurai X.

MEGUMI: - Pra mim a festa acabou. Vamos embora!

HIKO: - É. Se eu não peguei ninguém até agora, não pego mais.

SOUJIROU: - Senhor Shishio, o senhor tá legal?

SHISHIO(esparramado na cadeira): - Minhas pernas doem...meu corpo dói...

YUMI: - Claro que dói! Você ficou horas dançando sem parar!

AOSHI: - Vamos procurar quem está faltando e voltar pra casa.

TOMOE: - Mas que horror. A tropa de choque invadindo o local, eu pensei que seríamos metralhados!

SANO: - Parece que a polícia achou um cara traficando drogas e levou pra delegacia. Ele tava negando mas lógico que era dele ( como é cara de pau!).

MISAO: - Eu quero ficar aqui! Tem um tal de Sasuke que disseram que beija bem!

AOSHI: - Por hoje chega, Misao! Você está cheirando á alcool e o Okina vai me dar sermão por isso!

Yahiko se aproxima assustado, repleto de marcas de batom no rosto.

YAHIKO: - Gente! Vocês não vão acreditar! A polícia tá levando um cara!

ENISHI: - Já sabemos. O Sano disse que ele estava portando drogas. " ainda bem que nenhum policial me reconheceu lá da boca da esquina..."

YAHIKO: - Sim! Aconteceu que O CARA é o Kenshin!

Silêncio. Todos são tomados pelo espanto. Sano engole em seco.

MEGUMI: - o quê?! O Kenshinzinho?

ENISHI: - Viram, ficam me xingando de traficante mas olha ele! Olha ele!

KAORU: - Eu não consigo acreditar...pára de mentir, Yahiko!

YAHIKO: - Não tô mentindo! Eu vi o Kenshin sair daqui escoltado!

MISAO: - O Himura...foi o mais certinho de nós...e aqui nessa boate todo mundo que frequenta é pior que ele...

SHISHIO: - Ele deve ser traficante não tem cara de usuário. Se bem que os olhos dele mudavam de cor vez ou outra...

SANO: - Bom, ninguém nunca ia imaginar que ele está envolvido agora mas olha só agora...(ainda por cima é cínico)

YUMI: - O que vamos fazer?

ENISHI: - Eu nunca gostei do battousai, mas ninguém me dava ouvidos! Agora viram com seus próprios olhos o safado que ele é!

TOMOE: - Vamos para a delegacia não podemos ficar especulando. Quero saber o que Kenshin tem a dizer.

SOUJIROU: - Polícia? Se bobear vão achar que a gente é envolvido no esquema também!
HIKO: - Há, eu vou na delegacia! - pega as chaves da kombi. - Quem quiser que venha comigo!

KAORU: - Sim, a balada já acabou mesmo...


AOSHI: - Eu avisei que era besteira vir em danceteria mas ninguém me ouviu. Olha só no que deu...

Delegacia - 03: 25 AM

Ali os policiais encontravam sonolentos e entediados. E enfureceram-se quando a tropa de choque da Polícia Federal trouxe um meliante qualquer portador de drogas detido em uma boate. Só largaram o elemento ali e foram embora. De modo que sobrava pra eles, em plena madrugada, fazer o interrogatório e procurar encaminhar o elemento para outro lugar. O delegado Roy Mustang ( de Fulmetal Alchemist) encarava o ruivo á sua frente, amaldiçoando a PF por ter mandado um cara baixinho em vez de uma mulher bonita.

MUSTANG: - ...Então você nega que a droga seja sua?

KENSHIN: - Este servo é inocente! Ele não usa nem vende drogas! Ele até participa das comunidades antidrogas do orkut!

MUSTANG(bocejo): - E como a droga estava com você?

KENSHIN: - Este servo não sabe! Devem ter colocado no bolso deste servo sem que ele percebesse!

A oficial Jenny (de pokémon) aparece na sala e entrega um papel para o delegado que pisca para ela. A policial sai soltando risinhos.

MUSTANG(olhando o papel): - Vejo que você possui ficha criminal por porte ilegal de arma e vadiagem...

KENSHIN: - Oro! É que este servo portava uma espada e ele não sabia que ela precisava ser legalizada! Mas isso já foi resolvido ( sorriso). E a segunda queixa...hãn...na época em que este servo era um andarilho ele acabou dormindo na porta de uma igreja turística e...

MUSTANG: - Olha, senhor Himura. Você foi encontrado portando drogas, que são ilegais. Não sei porque deteram você sendo que naquela danceteria só tem maus elementos mas de acordo com as normas eu terei que detê-lo aqui e...mas que diabos é essa barulheira?

KENSHIN: - oro, parece que estão discutindo...

Recepção - 03:42 AM

Ali estava toda a turma de Samurai X e Hiko discutia com a oficial Jenny.

HIKO: - Eu quero ver o meu discípulo tolo! ( dá murros na mesa)

JENNY: - Acalme-se, o senhor está cometendo desacato á autoridade!


SANO: - Que autoridade?! Vocês não são autoridade nenhuma!

JENNY: - Só o responsável pelo preso podem vê-lo.

HIKO: - EU sou o responsável pelo discípulo tolo! Me deixem entrar!

TOMOE/KAORU: - E eu sou a esposa dele!
As duas se encaram. Os olhos faíscam.

TOMOE: - Eu sou a primeira esposa do Kenshin!

KAORU: - Mas é comigo que ele fica no final! Você é passado!

TOMOE: - Eu tirei a virgindade dele!

SOUJIROU: - Será que dá pra vocês duas pararem com isso?!

MUSTANG: - O que é essa confusão na minha delegacia?

AOSHI: - Sua delegacia? Que eu saiba isso pertence ao governo...

MUSTANG: - Hãn...bem...qual é a queixa?

MEGUMI: - Vocês prenderam um homem inocente!

MUSTANG: - Prendemos gente inocente todo dia moça. Todos que vem pra cá são inocentes...

SANO: - Deixa de ser cínico! ( olha quem fala...)

MUSTANG: - Senão me respeitarem, eu prendo todo mundo!

MISAO: - Você não pode abusar de sua autoridade!

KENSHIN: - Oro! O que vocês estão fazendo aqui?

Todos exclamam "kenshin" , "himura" ou "battousai" e se aproximam.

KAORU(olhos marejados):- É verdade que você...está usando drogas?

SHISHIO: - Ou está traficando?

KENSHIN: - Nem uma coisa nem outra! Este servo é inocente!

YUMI: - Então como encontraram droga com você?

KENSHIN: - Este servo não sabe!

AOSHI: - Posso deduzir que alguém tenha colocado os entorpecentes em seu bolso sem que você percebesse...

MISAO: - Mas quem poderia ter feito isso?

SOUJIROU: - Só pode ter sido um desnaturado filho da mãe que deve apodrecer na cadeia!

Sano engole em seco e passa a mão pelos cabelos.

HIKO: - Discípulo tolo. - os dois se encaram. - Estou decepcionado. Onde foi que eu errei na sua educação?! Você enganou todos nós! - pega Kenshin pelo colarinho e cfomeça a chacoalhá-lo. - Te falta algo em casa? Por quê???

KENSHIN: - ororo! Es-este ser-ser-servo está can-cansado de de de di-dizer que é ino-ino-inocente!

MEGUMI: - Eu acredito em você. Se fosse o Sano saberia que estaria mentindo, mas você não faria isso!

SANO(suando frio): - Ei! Não podem provar nada contra mim!

ENISHI: - É, battousai...você vai para a cadeia. A vantagem de ser preso é que não precisa fazer nada que exija esforço. Tem roupa lavada, banho de sol e comida variada. Isso sem contar que semanalmente tem quinze minutos pra ficar atrás da cortina de lençol com a patroa!

YAHIKO: - Me disseram que comida de presídio é horrível, mas duvido que supere a comida da Kaoru. Aposto que sua saúde vai melhorar.

Yahiko é atingido violentamente por um soco de Kaoru, indo ao chão.

JENNY: - Ei! Voce acaba de agredir uma criança! Isso é crime!

YAHIKO: - Prendam essa feiosa! Ela tenta me envenenar com a gororoba dela!

KAORU: - O quê?! Então porquje você repete cinco vezes o jantar? Moleque descarado!

AOSHI: - Calem a boca, seus idiotas!!!!! ( nota para as veias da testa)

Todos se acalmam, surpresos.

AOSHI: - Hãn...acho que ás vezes eu perco o meu autocontrole.

MUSTANG: - Senhor Himura. Você ficará detido na delegacia e, quando clarear o dia iremos encaminhá-lo para uma clínica de recuperação de dependentes químicos ou para o presídio.

TOMOE: - O quê? Espere, não pode fazer isso! Mesmo que tenham encontrado provas para incriminá-lo, podemos recorrer á um habeas corpus!

ENISHI: - AHSHAHSHASHAHS!!! Você vai em cana, battousai! E por ser magro, pequeno, cabeludo e cheio de boas intenções, vai virar a boneca da cela! ASHAHSAHSAHSAHSAH (lágrimas de tanto rir)
YUMI(segurando o riso): - Pare de rir da desgraça alheia!

SANO: - Pare de zoar o meu amigo ou eu quebro a tua cara!

SOUJIROU: - Nossa, o Sano é mesmo um grande amigo ( só se for amigo-da-onça)!

Todos começam a discutir entre si. Virou uma confusão. Enishi disse que o destino de Kenshin seria viver em clínicas de recuperação como o Hiko, que frequenta o AA; o passado de Yumi foi usado como pretexto para que Misao pudesse dizer sobre modo de vida; Kaoru agarrou Tomoe pelos cabelos e as duas se socaram; a mãe de Sano foi envolvida na briga; a preferência sexual de Soujirou foi posta em dúvida; Megumi declarou que sofreu abuso sexual de Aoshi enquanto estava presa na mansão de Kanryu; Shishio foi discriminado por sua aparência e Yahiko apanhou por algo que disse.

Foi então que o delegado Mustang recebeu uma folha da oficial Jenny e após ler, sorriu convencido.
MUSTANG: - Agora todos vocês vão pro xilindró! Todos teêm ficha criminal!

SANO - detido por inúmeras brigas em lugares públicos e dever contas em todas as lojas da cidade
YAHIKO - detido por furtar carteiras no centro da cidade
KAORU - acusada de envenenamento e agressão á um menor
MEGUMI - acusada por fabricação de drogas e erro médico
SHISHIO - detido por formar rebeliões e passeatas de protesto contra o governo
SOUJIROU - acusado de acobertar mercadorias ilegais e suspeito de assassinato
YUMI - acusada de drogar um cliente e roubar todos os seus bens
AOSHI - acusado por formação de quadrilha
TOMOE - detida por forjar morte e receber seguro de vida
MISAO - detida por perturbação da paz e desacato
ENISHI - detido por tráfico de armas e porte ilegal das mesmas
HIKO - acusado de dirigir alcoolizado, causar um acidente e negar ajuda

Todos estão atrás de umas grade em uma cela da cadeia.

Cela - 04:15 AM

AOSHI(batendo a cabeça nma parede): - Eu devia ter ficado em casa...eu devia ter ficado em casa...

MISAO: - Mew, a gente se ferrou feio dessa vez.

SOUJIROU: - Há, não diga ( sarcástico) Eu não sabia!

ENISHI: - É culpa do battousai! Ele é o culpado por todos os meus problemas!

KAORU: - O Kenshin não tem culpa se você é um traficante psicopata!

SHISHIO: - Se você ( aponta para Kenshin) não tivesse tido a idéia idiota de levar drogas na danceteria, nada disso estaria acontecendo!

KENSHIN: - Mas este servo já disse que é inocente!

ENISHI: - Inocente?! Então esse soco que eu vou te dar também é inocente!

Por sorte, Hiko e Sano seguram Enishi á tempo.

MEGUMI: - É bom vocês se acalmarem! Brigar agora não vai adiantar nada!

YUMI: - Já dei pra tantos caras e não tinha nenhum advogado entre eles pra me tirar daqui agora...

SANO: - Cara...como as coisas chegaram á esse ponto? " De que adiantou incriminaro Kenshin se também tô preso?"

HIKO: - Oh, e agora quem poderá nos defender?

Nesse momento uma voz diz "eu!" e eis que surge o Chapolim Colorado para...ops, não é nessa fanfic, hehehehe(gota geral).

A turma olha desolada para a recepção da delegacia e avistam então, entrando no local...
- SAITOU!!!!

SAITOU: - Há! ( susto e cigarro nas mãos) O que vocês estão fazendo aqui?

SHISHIO: - O que acha? Fomos presos! Tire a gente daqui!

SAITOU: - Vocês também estão envolvidos com drogas? Então são uma quadrilha?!

TOMOE: - Não! É que ...o delegado descobriu que todos temos ficha criminal...

Cela - 04: 37 AM


Após contarem toda a história, Saitou já havia fumado três cigarros e suspirava desiludido, balançando a cabeça.

SAITOU; - Eu sempre digo. Vocês juntos só causam problema. É participando de reallity show, prestando vestibular, indo em balada...tudo sempre termina com polícia e confusão!

SANO: - Você é policial! Dá um jeito de livrar a barra da gente!

SAITOU: - Idiota! Pensa que é fácil? Vocês teêm tudo passado negro! Eu sou policial não operador de milagres!

TOMOE: - ....o que veio fazer aqui mal lhe pergunte?

SAITOU(dá uma tragada no cigarro): - Vim assinar um documento de segurança com relação á danceteria e ver o que fim haviam dado no battousai...

KENSHIN: - Oro! Você irá depor á favor deste servo?

SAITOU: - Eu só quero que justiça seja feita, seja para seu bem ou seu mal...

MISAO: - Então ajuda a gente! Veja eu sou inocente e estou pálida...

SAITOU: - Inocente? Seu bafo fede á cerveja! Está se tornando alcóolatra!

ENISHI: - Seguinte, se me tirar daqui eu dou um bom dinheiro...e uma quantia ainda maior se me livrar e prender o battousai, sabe como é...

YUMI: - Enishi! Não pensa que vai sair livre assim, seu egoísta!

ENISHI: - Sou mesmo! Tá pensando que eu vou ficar ajudando vocês? Só vou ajudar minha mana e olhe lá!

SHISHIO: - É você que deveria arder no inferno!

ENISHI: - Heh. Eu não sou do tipo que se excita enquanto vira churrasco...

Os dois começam a tentar se socarem, mas Megumi consegue estapeá-los primeiro e eles se acalmam.

MEGUMI: - Imbecis! Violência não se resolve com violência!

SOUJIROU: - olha quem fala...

SAITOU: - A única solução é ligar para algum parente de cada um prta pagar a fiança...

AOSHI(saindo da neurose): - Não! Okina me mandou cuidar da Misao e se ele descobrir o que aconteceu, ele me demite do cargo de gerente do Aoi-ya!

MISAO: - Puxa, senhor Aoshi. O senhor está tão covarde...

SANO: - Mas e quem não tem ninguém pra ligar?

SAITOU: - Heh. Ai vai ter que ficar no xilindró.

HIKO: - Eu vim pagar a fiança do meu discípulo tolo, mas também fui preso!

SAITOU: - Ai, ai...bom vou ver o que posso fazer. Não saiam daí!

SOUJIROU: - Não tem a menor graça.

A turma observa Saitou se aproximar do delegado Mustang. Eles começam a conversar, mas não é possível saber sobre o quê. Pelas expressões, poderiam estar conversando sobre legislações, mas também sobre os recentes resultados dos campeonatos de futebol. Saitou retira uma carteira do bolso e parece mostrar uma espécie de distintivo ( ou talvez uma foto dos filhos). Ele disca um número no celular e o passa para o delegado. Este, assustado, bate continência e ordena de imediato á liberação dos detentos. O grupo fica espantado.

Kombi - 05: 56 AM

A velha kombi segue sacolejante pelas avenidas da metrópole durante a manhã dominical que surgia.

SANO: - É...quem diria que as coisas terminariam assim?

MEGUMI: - Ainda bem que acabou! Estou traumatizada! Mas...é estranho, o Saitou nosl ivrou muito rápido da cadeia...

SHISHIO: - De fato. O delegado até retirou a acusação do battousai pelas drogas...o Saitou ajudou pacas.

KENSHIN: - Este servo pretende fazer uma cesta de presentes para o Saitou e sua família para agradecer! Este servo sente-se aliviado por se ver livre de uma falsa acusação!

TOMOE: - Eu acho que o Saitou é agente importante da CIA ou algo parecido...pois ele só mostrou um suposto distintivo e o delegado nosl iberou na hora...

SOUJIROU: - Não! Nenhum de nós tem a sorte de ter amizade com gente realmente útil!

AOSHI: - A única coisa que quero saber é como vamos saber o caminho de volta para nossas casas?

MISAO: - Relaxa, senhor Aoshi! UAU! Nem acredito que fui numa balada das boas! Tomei o primeiro porre da minha vida!

HIKO: - Não digo que a balada foi boa. Onde já se vu eu, bom como sou, não peguei nenhuma mulher, sofri um trauma por loiras e ainda fui espancado!

Gota. Todos tentam controlar o riso. Embora não comentassem, haviam notado a ausência de três dentes na arcada dentária do mestre.

YAHIKO: - Uaaaah!! (bocejo) Tõ morrendo de sono!

YUMI: - Sabe, todo mês eu e o senhor Shishio vamos em uma balada diferente. Esta será inesquecível por contra da nossa prisão.

ENISHI: - Eu non quero saber de danceteria por um bom tempo! Além de tocar música que non gosto, ainda levo um baita fora de alguém que não vou citar o nome embora esteja aqui presente ( olha para Kaoru). Além do que sou jogado na prisão por culpa do battousai!

KAORU: - Hãn...er, não recomece a briga! Estamos livres da cadeia e devemos passa uma borracha no que aconteceu!

KENSHIN: - Este servo jura que as drogas não eram dele!

SHISHIO: - O que ap olícia vai fazer com a droga apreendida?

MISAO: - Vão usar, oras. Aqueles cigarros do Saitou não me enganam.

TOMOE: - Policiais são viciados em propina.

SOUJIROU: - Tudo foi resolvido. Bem, ninguém descobriu quem foi o desgraçado que colocou as drogas no bolso do senhor Himura...

Sano engoliu em seco.

MEGUMI: - Uma coisa é certa: quando saímos juntos sempre dá confusão!

ENISHI: - Mas no fim foi uma aventura. Quando ficamros bem velhos iremos lembrar disso e rir muito.

HIKO: - Eu irei. Mas você é difícil. Afinal é raro traficante ficar velho. Costuma morrer com um tiro antes...

Enishi aplica um soco em Hiko. Nervoso, este se vira, esquecendo que estava dirigindo, para bater no outro. A kombi desgovernou pela pista.

YAHIKO: - Parem com isso! Vocês vão nos matar!

Casa - 06: 15 AM

A kombi chega sacolejante. Ao parar diante do portão, o motor do veículo pifa de vez e o escapemento solta-se quase por completo. O pneu está murcho e uma densa fumaça preta sai pela capota.

MEGUMI: - Finalmente em casa! Ainda bem que a kombi aguentou!

SHISHIO: - Eu não vejo a hora de dormir. Tõ só o bagaço!

YUMI: - Nunca mais vmaos inventar de fazer as coisas juntos! Tudo sempre vira um caos e ficmaos exaustos! Sem contar que meus pés estão latejando!

MISAO: - A gente pode ficar na sua casa, Kaoru? Tõ cansada demais pra pegar o busão e ficar ouvindo sermão do vovô!

YAHIKO: - Sem problema. Mas vão ter que procurar algum canto pra puxar um ronco porque a minha cama eu não empresto!

SANO: - Heh. Quem vai querer dormir em um berço?

TOMOE: - Acho que vou acordar de ressaca...

AOSHI: - Espero que o ocorrido tenha servido de lição á todos voces. Quando eu falo que não devemos ir a tal lugar, não é para ir. Eu estou sempre certo.

SOUJIROU: - Pára de reclamar! Parece velho!

ENISHI: - Nossa, esse ano passou rápido. Logo já são férias...nem sei pra onde vou nessas férias, cara...

HIKO: - olha, um conhecido meu passou uns dias num apartamento que alugou na praia e disse que adorou! Já um outro foi acampar no meio do mato e falou que é super bacana!

KAORU: - Podemos ir para um desses lugares nas férias! Que tal?

SANO: - Boa idéia! Se todo mundo dividir as despesas, não fica caro pra ninguém!

Todos concordaram empolgados, haviam esquecido do que acontecera. Já até começavam a especular idéias.

KENSIHN: - Oro! Viajar todos juntos será bacana! Seria uma experiência pacífica e inesquecível!



Nenhum comentário:

Confira Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...